Mês: fevereiro 2010

Era Romance

“”Lembrem-se, vocês não precisam tornar o mundo inteiro romântico, nem mesmo o quarto inteiro. Só o pequeno espaço na frente de seu rosto. Uma região perfeitamente controlável, até as mulheres que trabalham vão concordar. Porque, quando ele olhar para você (ou ela, o romance não tem preconceito!), ele tem que olhar através do ar na frente de seu rosto. Esse espaço está poluído? Está cor-de-rosa? Está enevoado?”

(…)

Molhamos a blusa uma da outra e levamos nosso choro adiante como uma lanterna, procurando por novas e esquecidas tristezas, aquelas que tinham morrido gentilmente anos antes, mas que não tinham morrido de fato e voltavam à vida com um pouco de água. Tínhamos amado pessoas que na verdade não deveríamos ter amado e então nos casado com outras pessoas para esquecer nossos amores impossíveis, ou tínhamos uma vez gritado alô para dentro do caldeirão do mundo e então fugido antes que alguém pudesse responder.

Sempre correndo e sempre querendo voltar, mas sempre estando cada vez mais longe(…)” 

[ Miranda July- Era Romance]

Anúncios