Mês: dezembro 2009

Natal. Vejamos, um post natalino, lindo, lhe desejando feliz n…
Não! Primeiro, nunca gostei de natal. Ok. Quando criança talvez eu até tenha gostado, mas, infelizmente, não me recordo de nenhum natal especial.  Aliás, quem foi que disse que natal tem que ser especial?

 

Dia 25 de dezembro! O ano está terminando, e, isso sim eu adoro.
2009 terminando. Esse ano foi um ano maravilhoso! Poderia listar aqui tudo  de bom que vivi nesse ano, mas não. Resumo apenas dizendo que foi um ano perfeito, claro que tiveram coisinhas chatas, mas cada pedrinha foi retirada liberando o caminho para tudo de bom que vivi, coisas que conquistei e outras que abandonei.

 

****

 

Carta para você,

Como é bom saber que você está aqui. Que faz parte da minha vida, que está comigo.
Agora você está ali deitada na cama…a ler. Linda! É assim que és mais linda. Quando você é simplesmente você. Rostinho limpo, sem maquiagem, seus cabelos negros a cairem sobre sua pele branca e macia. Como é bom olhar você, te observar. Ver você a me olhar sobre o livro e a sorrir.
Seu sorriso, como é lindo. Você é toda linda, toda minha .

Agradeço por você etar comigo. Quanto tempo não? Quase cinco anos que nossas vidas se cruzaram e tudo que vivi foi com você.
Claro, tivemos altos e baixos. Fomos e voltamos, mas acredito que estivemos sempre nesse amor. Porque amor verdadeiro, pode ser interrompido, mas, jamais acaba. E, todas as vezes que terminamos, serviram apenas para vermos que realmente nos amavamos, apesar dos pesares …

Estou feliz e isso me faz querer escrever para você. Pois, foi por meio de muitas cartas que tudo começou. Muitas nas quais eu relatava sobre amores passados, desilusões amorosas, ex-namoradas e tudo mais. Com o tempo, a temática de cada carta foi se modificando, e, era você o assunto de cada uma delas. Precisava lhe escrever na esperança de te ter mais perto de mim.

Sabe amor, já te perdi. Já lhe deixei. E digo, não quero te perder mais uma vez. Jamais! Não, uma vez que o amor verdadeiro não se pode abandonar. Sim, vivi outras paixões, coisas que cheguei a confundir com o amor. O mundo é assim, cheio de coisas que se parecem com o amor, parecem, mas não são. Conheci muitas pessoas, com algumas arrisquei: babacas! E idiota fui eu, pensando que poderia te esquecer em outros braços, junto a pessoas tão pequenas e insignificantes. Pena ter demorado a perceber isso…
Pequena, gostaria que você a  mim escrevesse uma carta, que nessa você escrevesse o que se passa com você. O que você pensa, e, se me amas como te amo. Porém, sei também que as cartas não são muito suas amigas, você que adora a palavra falada, ainda que essa seja no silêncio de dois olhares…

Não anjo, essa carta não lhe será entregue. Essa carta é apenas uma necessidade minha. Assim, termino aqui dizendo lhe apenas que te amo, e  descrever o quanto você fica linda em meio a roupa de cama branca que quase não possui contraste com sua pele, também, branca. Pele que amo  junto aos seus cabelos e olhos  negros que me fascinam. Só queria dizer que você é, simplesmente: linda!

Abraços,
De alguém que sempre te amará!

Anúncios