Mês: novembro 2012

Telefone

Ainda que vestida com a consciência de que iria me ferir, te liguei. Você não me atendeu, como já havia de supor. Então chorei, lamentando solitária a minha dor. Voltei e acreditei, como jamais imaginei. Tudo isso na ânsia e desespero de te amar, sem por reciprocidade esperar, embora a te pedir. – Abraços, Sofia Aimée

Anúncios