Um branco, um xis, um zero

 

Você partiu e me deixou
Sem lamentar o que passou
Sem me apegar ao que apagou e acabou

Não me lembro bem da sua cara
Qual a cor dos olhos, já nem sei
Só o cheiro do seu cheiro
Não quer me deixar mais em paz
Nos ares dos lugares
Onde passo e onde nunca estás

Você partiu e não voltou
Eu já esqueci o que me falou
Se prometeu ou se jurou seu amor

Já não me recordo mais seu nome
Quais os outros nomes que te dei
Só o cheiro do seu cheiro
Não consegue ser tão fugaz
Nas pessoas, peles, colos
Sexo, bocas, onde nunca estás

Não me lembro bem da sua cara
Qual a cor dos olhos, já nem sei, (já nem sei)
Já não me recordo mais seu nome
Quais os outros nomes que te dei
Só o cheiro do seu cheiro
Não consegue ser tão fugaz
Nas pessoas, peles, colos
Sexo, bocas, onde nunca estás

Você partiu e foi melhor
E eu já me esqueci de cor
Do som, do ar, do tom, da voz e de nós

Já passei um pano um branco, um zero, um xis
Um traço, um tempo, já passei
Só o cheiro do seu cheiro
Não consigo deixar para trás
Impregnado o dia inteiro
Nessa roupa que eu não tiro mais

Porque hoje no aleatório, pensando em você,  ela falou por mim…
Abraços,
Sofia Aimée, Roberta ou o que você quiser.

Anúncios

2 comentários em “Um branco, um xis, um zero

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s