Despedidas são essenciais

– O mais cruel que se pode fazer com alguém é retirar dessa pessoa o direito a uma despedida, ainda que breve ela é essencial.

– Não concordo!

– É preciso um fim, algumas palavras, agradecer, falar, agredir, …

– `As vezes não há o que ser dito, palavras são desnecessárias, assim como um último encontro.

– Certamente você nunca foi privada de uma despedida de quem amava. Quando se ama, uma última palavra faz falta. Evita-se aquela eterna dúvida e falsa ideia da possibilidade de um reencontro. 

– Para que?

– Quando o adeus é colocado em palavras, essas se reverberam. Ainda que o coração ignore, a razão mantém a sanidade. (Só queria a certeza de que, se um dia ele existir, eu teria direito a um fim.)

– Não sei…

– Me abraça… Odeio me despedir de você!

– Para nós eu desejo inúmeras despedidas, pois se elas se repetem é porque eu sempre volto. E, se volto, é porque te amo.

Abraços,

Sofia Aimée

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s