@ email

Esperei um email teu. Mil coisas para fazer e fiquei esperando a porra de um email. Não qualquer email, mas teu! Fiquei aqui, como estou desde o momento em que me coloquei a esperar. Não foi uma opção mas uma condição.  Não existe nada mais desesperador que isto: ficar aguardando um email em frente ao computador. Em alguns momentos tive a insensatez de desejar um email qualquer, do escritório, de um amigo, uma propaganda, etc. Penso que isso, talvez, tivesse aliviado a minha ansiedade e desespero. Nenhum email. Necessitei de um email teu, não veio. Não veio também nenhuma mensagem, ligação ou sinal de fumaça. O porteiro também não interfonou e a campanhia não tocou. Você não veio e meu dia perdeu toda a sua cor. (…) Meu coração aperta… aperta porque eu sou orgulhosa e sei que quando você me ligar eu não vou atender. Deixo então um conselho: não me procure. Assim não terei que sentir meu peito apertar ao te presentear com o meu silêncio e indiferença. Eu só queria um email…

Abraços,

Sofia Aimée

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s