Olhe-me

Continue a me olhar e com seu silêncio me inebriar.

Olhe-me e sei que assim poderá me entender, basta querer. Deixe eu te falar acerca daquilo que só posso sentir ao ter você perto de mim. Vamos, junte seu olhar ao meu e assim viveremos, um mar de sonhos e um céu de possibilidades.

Por fim, vou te confessar, meus olhos aprenderam a falar de coisas que não podia acreditar antes de te olhar e depois de te amar.

Abraços,

Sofia Aimée

Anúncios

Um comentário em “Olhe-me

  1. “Por fim, vou te confessar, meus olhos aprenderam a falar de coisas que não podia acreditar antes de te olhar e depois de te amar.”

    perfeito…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s