Uma luz …(antítese)

 

O ar estava denso. Marcos não sabia o que fazer. Andava de um lado para o outro na tentativa de uma resposta. A cada por do sol mais um dia de angústia. Vivia em uma tensão crescente. Era como se estivesse em meio à escuridão esperando que alguém acendesse a luz ou lhe oferecesse uma pequena vela. Caminhava sozinho, já que as pessoas que encontrara ele perdeu, deixou partir ou fora abandonado, e o contrário também era verdadeiro. Ganhos e perdas, assim era. Precisava fazer algo, ficar ali passível não mudaria nada. Algumas pessoas deixam que suas vidas simplesmente passem em frente ao seu rosto, Marcos não. Queria mais, um espírito contestador. Gritou. Silêncio. Ninguém lhe respondeu, não era preciso, agora ele se bastava, alívio. Adeus Marina.

 

 

Abraços,

 

Sofia Aimee

Anúncios

3 comentários em “Uma luz …(antítese)

  1. Ano passado tinha a ideia de utilizar apenas imagens em pb.Mas, 2011 veio com muitas coisas boas e cores demonstram isso. =D

  2. Faz um tempo q acompanho seus textos. Mto bom o jeito q escreve, fluente. O texto como q escrito sem respirar. Situações comuns q ganham um olhar encantador, descrito com mta leveza. Adoraria conhecer essa que escreve, quem sabe um dia, não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s